Procura por dog walker aumenta em Alphaville

É cada vez mais comum ver cães passeando em bando nas ruas, guiados por uma pessoa geralmente forte e resistente. Esse guia é o dog walker, um profissional que mais do que gostar de passear com cães, deve ser cuidadoso e responsável com os animais, pontual nos horários de caminhadas e ser hábil suficiente para controlar o comportamento de cada um dos componentes da matilha.

Devido à falta de tempo dos tutores de cães e pela necessidade da caminhada recomendada pelos veterinários, essa profissão está sendo cada vez mais requisitada. Em guia de Alphaville não é diferente. “Houve um aumento significativo na procura”, diz Ricardo Alves, proprietário da House Dog, adestrador e dog walker que atua na região há nove anos.

Alves diz ser um apaixonado pelos animais e conta que decidiu seguir a profissão em maio de 2000. Para trabalhar na área, ele aprendeu a atividade numa academia e treinou com adestradores de renome.

Ele alerta aos interessados em contratar os serviços que é preciso ter cuidado na escolha do dog walker, pois tem muita gente exercendo a função de forma errônea. Para não ser enganado, é preciso pedir referências, verificar se a pessoa é capacitada, além de analisar o comportamento do cachorro após caminhadas.

Se o cão tem um comportamento agressivo, destruidor ou arredio, além dos passeios, é recomendável recorrer ao adestramento para que ele se adapte melhor à vida em sociedade. Alves revela que o treino que faz é realizado primeiramente fora da residência, para que o adestrador tenha autonomia.

Depois de conquistar a confiança e ensinar a parte de comandos básicos, começa o adestramento interno e, em seguida, com a participação dos tutores.
“Este processo pode levar até 12 meses. Porém, costumamos dizer que a média de tempo para adestramento com o profissional é de seis meses, e a média de tempo com os responsáveis — assim que todos os comandos são aprendidos — mais seis meses, até que o cão esteja pronto”, ensina.

E “farejar” um bom profissional desse ramo não é uma tarefa fácil, a menos que o “farejador” seja um cão. “A pessoa que só quer faturar, pode até enganar um ser humano com esta história de ser dog walker e adestrador, mas eu quero ver enganar os cães”,  alerta Alves.

Encontra Alphaville Serviços:
House Dog – Hotel, creche, adestramento e passeio
Telefones: (11) 3685-3026/7840.3809
Site:  housedog.com.br




Deixe seu comentário