Caminhões terão restrições para circular em Alphaville

A Prefeitura de Barueri não descarta adotar medidas restritivas à circulação de caminhões em Al­phaville e Tamboré para dar maior fluidez ao tráfego, principalmente no horário de rush do final do dia. Trata-se de um estudo comandado pelo Demutran (Departamento Municipal de Trânsito), vinculado à Secretaria de Assuntos de Segurança.

Num levantamento realizado em julho de 2010, entre 16 e 20 horas, os agentes contabilizaram um total de 2,8 mil caminhões circulando no quadrilátero da Rio Negro, Mamoré (Aruanã), Piracema e Araguaia. O total seria o equivalente a 700 caminhões a cada hora, o que ajuda a complicar ainda mais o trânsito, já que os veículos de carga ocupam o mesmo espaço de quatro ou cinco carros de passeio.

O assunto também foi tema de discussões na reunião do Conseg Alphaville Tamboré no mês passado. O Demutran não informa a data para a implantação do rodízio, já que ainda depende de negociações com as logísticas que atuam na região e com as concessionárias Viaoeste e Rodoanel, que respondem pelo sistema Castello Branco-Raposo Tavares e Rodoanel, respectivamente.

Além do provável rodízio de caminhões entre 16 e 20 horas, de segunda à sexta, o Demutran também fez algumas alterações viárias. No Tamboré, a sinalização vertical na Aruanã, sentido Piracema, foi alterada. Agora, é proibido parar e estacionar na via. Na segunda fase da obra, está prevista a continuação da avenida Nova Tucunaré, que terá ligação com a Castello Branco no sentido capital e também interior.

Próximo ao Residencial Tamboré I, a prefeitura estuda a mudança do geométrico do retorno (rotatória), visando dar maior fluidez ao tráfego. De acordo com o Demutran, uma vistoria técnica sobre a alteração no traçado já foi executada e encaminhada à Secretaria de Projetos e Construções.

Fonte: Folha de Alphaville




Deixe seu comentário